• Há três coisas no mundo que não merecem misericórdia, a hipocrisia, a fraude, e a tirania.

  • Us now! Histórias de redes online que estão desafiando a noção de hierarquia existente.

    Us now, conta as histórias de redes online que estão desafiando a noção de hierarquia existente. Pela primeira vez, reúne alguns pensadores que colocam em discussão a governança participativa para descrever o futuro do governo. "Agora segue-nos no destino de Ebbsfleet United, um clube de futebol de propriedade e administrado por seus fãs; Zopa, um banco em que todos são o gerente, e Couch Surfing, uma vasta rede on-line cujos membros compartilham suas casas com estranhos." Us now dá-nos a ideia como esse tipo de participação poderia transformar a maneira como os países são governados. O filme conta histórias sobre redes online, onde os "radicais" de auto-organização das estruturas, "ameaçam" mudar a estrutura dos governos para sempre.


    Há um animado debate em andamento sobre o que alguns chamam de Gov 2.0 (noticia em 12 Set 2009). na Internet uma oportunidade sem precedentes para trazer de volta o estilo ateniense de democracia direta. A visão é capturada num recente documentário britânico, "Us Now", que desenha um futuro em que cada cidadão está ligado ao Estado tão facilmente quanto ao Facebook, como o twitter, como uma mailbox, escolhendo políticas, questionando políticos, colaborando com os vizinhos, comentando noticias, opinando, etc.

    "Podemos todos governar?"

    Temos inúmeros exemplos em que o auxílio da tecnologia da informação como os movimentos da Moldávia ao Irã. Por exemplo a Índia, onde os eleitores agora podem aceder, via mensagem de texto, à informações sobre os antecedentes criminais de candidatos parlamentares, e África, onde os telefones celulares estão a melhorar o acompanhamento das eleições. Temos o exemplo da nova facilidade de ampliação do conhecimento científico e académico confiável para um público amplo. Podemos ver como a Internet, na democratização do acesso aos fatos e números, encoraja políticos e cidadãos para basear suas decisões em mais palpites. Mas a visão de Internet como ferramenta para a
    democracia é parte de uma evolução cultural maior, em direção da expectativa de que sejamos consultados sobre tudo, constantemente, tornando mais exigente a cidadania.

    Outros vêm a Internet de uma forma menos séria. Eles alegam que seus membros tendem a ser entusiasmado com a Web e entusiasmados com a participação cívica; eles são é céticos em relação à utilização da Internet como uma ferramenta para a política. Eles temem que possa criar uma ilusão falsa e tranquilizadora de igualdade, transparência, universalidade, quando também é grande a preocupação das "mentiras" que podem se propagar como um incêndio na Web; talvez o mais ameaçador, são as vagas de propaganda, tanto de terroristas ou de atividades ilícitas, demasiada informação "para consumir" ou informação manipulada, mas a abertura da internet permite também a grupos organizados o apoio, para "capturar e personificar a voz pública", agora temos mais opinião pública, económica/social/política, exercendo mais pressão social do que nunca. A questão é como ela pode ser canalizada e filtrada para criar sociedades mais livres, justas, tolerantes e mais bem sucedidas, porque simplesmente colocar coisas online não é suficiente.

    O poder de organizar sem organizações - Qual é a metáfora certa? Qual é o novo papel para o governo - uma plataforma? uma máquina de venda automática, na qual colocamos dinheiro para extrair serviços? um facilitador? Será um novo papel para nós!

    0 comentários:

    Enviar um comentário

    Hashtags

    #JeSuisCharlie (2) #notinmyname (1) #OpCharlieHebdo (1) activist (4) alert (6) alerta (9) alerta fraude (19) Anonymous (1) antonio loios (4) arte (1) ativistas (3) banco (2) banqueamento de capitais (2) banyak (1) BBOM (1) Belgique (1) BES (1) boom (1) brasil (2) brazil (1) burla (6) caçadores de piramides (4) carlos costa (1) caso político (1) centcom (1) charlie hebdo (1) children (1) comunity (1) concept (2) contrato (2) copa (1) corrupção (4) crianças (1) crime (4) crise (2) crisis (1) cronica (1) cybercaliphate (1) daniel filho (3) DFRF Enterprises (4) direitos (2) direitos humanos (2) Documentary (1) economia (4) economics (2) educação (2) el (1) el chapo (2) escandalo (2) espanha (1) estado (1) Estado islamico (1) estado islâmico (2) ética (2) Europa (2) evasão fiscal (1) Falciani (1) finanças (1) fisco (1) FMI (1) football (1) França (2) france (2) fraud (13) fraude (22) futebol (1) Germán Cardona (1) geteasy (9) Gildevan Ribeiro (1) go2up (2) Goldman Sachs (1) golpe (1) goobets (1) Goobets LLP (2) goup (2) government (2) governo (3) hack (1) hacktivist (2) Hernani Gonçalves (1) HMRC (1) Holstee (1) HSBC (1) HSBC Private Bank (1) human rights (2) humanidade (3) humor (1) idea (1) ifreex (4) igetmania (8) Internet (1) interpol (1) intolerancia (3) investigação (1) islão (1) José Sócrates (1) jovem (1) justiça (2) laudo (1) lavagem de dinheiro (3) lei (2) Lifecycle (1) london (2) Londres (1) madeira (1) madrid (1) malala (1) Manifesto (1) maomé (1) michael herzog (1) Misael Martins (1) mmn (1) moral (1) moralidade (1) morte (1) mouseland (1) mulher (1) Neteller (1) NOBEL (1) noticia (2) novela (1) Oliveira e Costa (1) one thor (1) online (1) ONU (1) organization (2) ouro (1) paraiso fiscal (1) paris (1) Passos coelho (1) piramidation (3) piramide (6) pirâmide (7) piramides financeiras (4) police (2) policia (2) polinesia (1) politica (5) política (1) politics (3) Ponzi (7) portugal (1) primeiro ministro (1) produção (1) production (2) promotor (1) pyramid (2) reação (2) Ricardo Salgado (1) Sanderley Rodrigues (1) Sann Rodrigues (2) scam (9) scammers (1) scheme (2) SEC. Securities and Exhange Commission (1) self-organising (1) slap her (1) structure (1) suiça (1) SwissLeak (1) tachoeas (1) tachoeasy (1) telexfree (5) terrorismo (2) tiago fontoura (5) tolerancia (2) transgender (1) Transparency International (1) transsexual (1) troika (1) twitter (1) Universo FoneClube (1) us now (1) viconcept (2) video (2) wingsnetwork (1) Ympactus Comercial Ltda (2) youtube (1)