• Há três coisas no mundo que não merecem misericórdia, a hipocrisia, a fraude, e a tirania.

  • Malala - uma Mulher, uma luta, um exemplo.

     
     
    Fique comigo e com as meninas nigerianas: mostrar ao mundo que somos #StrongerThan aqueles que negam aos estudantes uma educação. 

    Jul 8, 2014, o dia de Malala. Mas quem é Malala? 

    Campanha #strongerthan
    O mundo inteiro ouviu falar da história da jovem paquistanesa que defendeu o direito à educação e foi alvejada pelos Talibãs (foi atingida a tiro na cabeça e esteve entre a vida e a morte - 9 de outubro de 2012, quando tinha 15 anos de idade). Desde então, pela sua coragem e determinação, Malala, tornou-se o  símbolo global de protesto pacífico e ganhou o Prêmio Nobel da Paz em 2014, Malala Yousafzai é a recente autora do livro “Eu Sou Malala”. Quando os Talibãs tomaram controle do vale do Swat, Malala levantou a voz, recusou-se a permanecer em silêncio e lutou pelo direito à educação. Mas em 9 de outubro de 2012, ela quase pagou o preço pela sua atitude com a vida. Malala foi atingida na cabeça por um tiro à queima-roupa dentro do autocarro quando regressava da escola. Na altura quando a jovem estava hospitalizada, poucos acreditaram que ela ia sobreviver. Mas a recuperação milagrosa de Malala e a exposição aos midia pelo mediatismo do caso, à levou em uma viagem extraordinária do Paquistão para as salas das Nações Unidas em Nova York. Malala "usa" a sua exposição aos midia para dar voz à sua luta. Após receber o Prémio Nobel, Malala anuncia "Quero servir o meu país e meu sonho é que minha nação se torne desenvolvida, onde as crianças recebam educação", disse a jovem referindo-se a seguir carreira política e tornar-se primeira-ministra do Paquistão. 10 Dezembro de 2014. “Eu Sou Malala” é a história de uma família exilada pelo terrorismo global, da luta pelo direito à educação feminina e dos obstáculos à valorização da mulher em uma sociedade que valoriza filhos homens. O livro acompanha a infância da garota no Paquistão, os primeiros anos de vida escolar, a aspereza da vida numa região marcada pela desigualdade social, as belezas do deserto e vida sob o domínio Talibã. Escrito em parceria com a jornalista britânica Christina Lamb, este livro é uma janela para a singularidade poderosa de uma menina cheia de brio e talento, mas também para um universo religioso e cultural cheio de interdições e particularidades, muitas vezes incompreendido pelo Ocidente. 
     
    “Uma criança, um professor, um livro e um lápis podem mudar o mundo.”

    Malala lançou uma petição online no change.org - Estou na Nigéria, com algumas das meninas valentes que se sacrificaram muito para ter uma educação e alcançar os seus sonhos. Estamos a fazer esta petição para quem fiquem com a gente.Tive a honra de conhecer algumas das meninas, ontem, e depois de ouvir, partilhar e chorar juntos, temos uma mensagem:Não vamos ficar em silêncio enquanto as nossas irmãs na Nigéria e em todo o mundo são o alvo nesta guerra na educação. Juntos somos mais fortes do que a opressão. Somos mais fortes do que a violência. Somos mais fortes do que o medo. Temos o direito a uma educação e vamos prevalecer. Vamos ver o retorno de nossas irmãs inocentes na Nigéria, e que eles e todas as crianças serão capazes de ir à escola. Somos mais fortes do que aqueles que ficar no nosso caminho. Fique com a gente, e juntos vamos vencer. Tão forte e determinada como somos, não podemos fazer isso sozinhas. Essas meninas na Nigéria devem saber que não estão sozinhas; não vamos esquecer aqueles que ainda estão em cativeiro. Precisamos que demonstres o teu voto. Assina esta declaração para mostrar que estás com a gente, e que, juntos, somos mais fortes que #StrongerThan o medo, opressão e violência. www.malala.org

    0 comentários:

    Enviar um comentário

    Hashtags

    #JeSuisCharlie (2) #notinmyname (1) #OpCharlieHebdo (1) activist (4) alert (6) alerta (9) alerta fraude (19) Anonymous (1) antonio loios (4) arte (1) ativistas (3) banco (2) banqueamento de capitais (2) banyak (1) BBOM (1) Belgique (1) BES (1) boom (1) brasil (2) brazil (1) burla (6) caçadores de piramides (4) carlos costa (1) caso político (1) centcom (1) charlie hebdo (1) children (1) comunity (1) concept (2) contrato (2) copa (1) corrupção (4) crianças (1) crime (4) crise (2) crisis (1) cronica (1) cybercaliphate (1) daniel filho (3) DFRF Enterprises (4) direitos (2) direitos humanos (2) Documentary (1) economia (4) economics (2) educação (2) el (1) el chapo (2) escandalo (2) espanha (1) estado (1) Estado islamico (1) estado islâmico (2) ética (2) Europa (2) evasão fiscal (1) Falciani (1) finanças (1) fisco (1) FMI (1) football (1) França (2) france (2) fraud (13) fraude (22) futebol (1) Germán Cardona (1) geteasy (9) Gildevan Ribeiro (1) go2up (2) Goldman Sachs (1) golpe (1) goobets (1) Goobets LLP (2) goup (2) government (2) governo (3) hack (1) hacktivist (2) Hernani Gonçalves (1) HMRC (1) Holstee (1) HSBC (1) HSBC Private Bank (1) human rights (2) humanidade (3) humor (1) idea (1) ifreex (4) igetmania (8) Internet (1) interpol (1) intolerancia (3) investigação (1) islão (1) José Sócrates (1) jovem (1) justiça (2) laudo (1) lavagem de dinheiro (3) lei (2) Lifecycle (1) london (2) Londres (1) madeira (1) madrid (1) malala (1) Manifesto (1) maomé (1) michael herzog (1) Misael Martins (1) mmn (1) moral (1) moralidade (1) morte (1) mouseland (1) mulher (1) Neteller (1) NOBEL (1) noticia (2) novela (1) Oliveira e Costa (1) one thor (1) online (1) ONU (1) organization (2) ouro (1) paraiso fiscal (1) paris (1) Passos coelho (1) piramidation (3) piramide (6) pirâmide (7) piramides financeiras (4) police (2) policia (2) polinesia (1) politica (5) política (1) politics (3) Ponzi (7) portugal (1) primeiro ministro (1) produção (1) production (2) promotor (1) pyramid (2) reação (2) Ricardo Salgado (1) Sanderley Rodrigues (1) Sann Rodrigues (2) scam (9) scammers (1) scheme (2) SEC. Securities and Exhange Commission (1) self-organising (1) slap her (1) structure (1) suiça (1) SwissLeak (1) tachoeas (1) tachoeasy (1) telexfree (5) terrorismo (2) tiago fontoura (5) tolerancia (2) transgender (1) Transparency International (1) transsexual (1) troika (1) twitter (1) Universo FoneClube (1) us now (1) viconcept (2) video (2) wingsnetwork (1) Ympactus Comercial Ltda (2) youtube (1)